Rodrigo Ávila | Dívida pública é debatida em Belém

Ocorreu na noite desta quinta-feira (15), na Câmara Municipal de Belém, o debate “O povo não pode pagar pela crise. Auditoria da Dívida Já!”, com a participação de Rodrigo Ávila, assessor da liderança do PSOL na Câmara Federal e membro da Auditoria Cidadã da Dívida.

Em sua exposição, Rodrigo mostrou um quadro dos gastos do governo federal, e afirmou que o recente corte de 55 bilhões realizado por Dilma no orçamento da União acaba por retirar dinheiro das áreas sociais com intuito de fazer superavit primário para o pagamento da dívida. Ainda segundo ele, nunca na história do Brasil houve um corte tão grande como este.

O governo tem negado qualquer reajuste aos servidores usando como argumento a lei de responsabilidade fiscal. Argumentam que para isso ocorrer, deve-se indicar de onde vem a receita para tais reajustes. No entanto, segundo Rodrigo, para os gastos com o pagamento da dívida não se faz necessário respeitar esta lei. “Essa é a lei da IRRESPONSABILIDADE fiscal”, disse ele.

Entre as diversas medidas de arrocho realizadas por Dilma, Rodrigo citou além da ausência de reajustes aos servidores, diversos projetos de privatização entre eles o mais recente, o PL 1992/07, que privatiza a previdência pública dos trabalhadores brasileiros.

Tudo isso num momento de extrema necessidade de ampliação dos serviços públicos, em função dos altos índices de pobreza, fome, analfabetismo e desemprego. Segundo Rodrigo, “A dívida impede a vida digna e o atendimento aos direitos humanos”.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s