Quebra de sigilo e indisponibilidade de bens de assessor de Duciomar

Queda e coice

A desembargadora Maria Edwiges Miranda Lobato negou liminarmente Habeas Corpus ao chefe de gabinete do prefeito Duciomar Costa e ex-presidente do Ipamb Oséas Silva Jr. e aos outros três servidores da Prefeitura de Belém presos na Operação Hígia II. E mandou que todos sejam recolhidos – agora com prisão preventiva decretada – à penitenciária Anastácio das Neves, em Americano. Vão deixar o conforto do quartel dos Bombeiros e aguardar que o pleno do TJE-PA julgue o mérito do HC.
Por sua vez, o promotor de Justiça Nelson Medrado pediu a quebra do sigilo bancário e telefônico, além da indisponibilidade de bens de Oséas, que também vai ter que explicar os indícios de ligação entre os tablets apreendidos na sua casa com os presenteados aos vereadores na semana passada. Ainda tem muita lã para ser desenrolada nesse novelo.
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s