Cura gay | “Esta terapia de reversão é homofóbica”

Clara Goldman, vice-presidente do Conselho Federal de Psicologia (CFP) classifica o debate como vergonha nacional. Para ela, existe um movimento a fim de empurrar a psicologia para a adoção de práticas de terapias de reversão, que prestariam erroneamente a “cura da homossexualidade”. Ela salienta prejuízos psíquicos com a possibilidade de lidar como a opção sexual tal qual uma doença.

A entrevista é do jornal Zero Hora e publicada no dia 03-05-2013.

Eis a entrevista.

Qual é a posição do CFP sobre o projeto da “cura gay”?

Este projeto extrapola a função do parlamento, uma vez que se refere a uma resolução de um determinado segmento profissional. Nós precisamos entender definitivamente neste país que não pode haver cura para uma enfermidade que não existe. Ela não restringe o exercício profissional, principalmente, porque hoje nós sabemos a importância de que a sociedade possa desenvolver estratégias de enfrentamento do preconceito. Este é o princípio fundamental: uma sociedade livre de preconceito, livre de ódio. Esta terapia de reversão é uma terapia homofóbica.

Acha que isto pode surtir efeito negativo na sociedade?

Para a sociedade, para os homossexuais, para o reconhecimento do Brasil internacionalmente como um país que superou o arbítrio, que superou as tentativas hegemônicas de controle. Este projeto aprovado, é o projeto da vergonha nacional.

Feliciano negou nas redes sociais que o projeto queira tratar a homossexualidade como doença. Qual é a sua opinião?

Não. É a tentativa da cura gay mesmo. É preciso que vocês explicitem para a sociedade e perguntem ao Felicianoquais são os setores deste país que defendem terapia de reversão e “cura gay”.

O Conselho de Psicologia recebeu a notícia com preocupação?

Nós temos um parecer que foi entregue a todos os deputados de várias comissões, que rebate item a item este PDC, temos manifestos e toda a mobilização da categoria, mas é preciso que os parlamentares caiam em si, para perceber a função que hoje tem o parlamento brasileiro de preservar a democracia que foi conseguida a duras penas.

Anúncios

Uma resposta para “Cura gay | “Esta terapia de reversão é homofóbica”

  1. Isso é preocupante, Feliciano ta usando o poder que lhe foi concedido pra impor sua convicção religiosa, aqueles que eram pra ser defendidos,estão sendo alvo de seus preconceitos arcaicos. Assino quantas petições forem preciso pra tirar esse homem da CDH

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s