Em Belém | Solidariedade à Cuba e apoio à resistência do povo

Edmilson no ato de solidariedade à CubaO deputado estadual Edmilson Rodrigues (PSOL) participou nesta quinta-feira, 23, do Ato de Solidariedade à Cuba. O evento foi realizado no plenário da Câmara Municipal de Belém (CMB) e reuniu representantes de partidos de esquerda e de diversas entidades da sociedade civil, que foram reafirmar seu apoio à luta do povo cubano por independência e por uma sociedade com mais justiça social e fraternidade. A cantora paraense Natália Matos abrilhantou o evento, cantando uma música de autoria do deputado em homenagem à pequena – e socialista – ilha de Cuba, que estava sendo representada no evento pelo conselheiro político da Embaixada de Cuba no Brasil, Rafael Fidalgo.

A vereadora Marinor Brito, que também participou do evento, saudou Rafael Hydalgo e destacou a força do povo cubano, que luta para manter o país socialista, resistindo ao bloqueio econômico e a todo tipo violação de direitos humanos. “Nós, aqui, no Pará também estamos resistindo. Vivemos em um país com graves violações de direitos humanos e para nós do PSOL manter a tradição dos ideais socialistas no país é primordial e afirmamos em todos os nossos diretórios nossa solidariedade a Cuba”, destacou a vereadora psolista.

O deputado estadual Edmilson Rodrigues agradeceu ao que chamou de privilégio de poder participar do evento ao lado de representantes de dois países símbolos de resistência, como Cuba e Venezuela. O deputado estava ao lado de Rafael Fidalgo (Cuba) e do cônsul da Venezuela, Carlos D’Ávila e destacou o espírito de resistência e de solidariedade existentes naqueles povos. “Somos povos irmãos e sabemos que o avanço da revolução cubana nos ajuda a resistir à opressão do capitalismo”, disse o deputado, lembrando os vários fóruns que participou em solidariedade à luta do povo cubano e a necessidade de se reafirmar o sonho de uma sociedade mais justa e feliz, uma sociedade socialista.

Rafael Hydalgo agradeceu todas as manifestações de solidariedade e ressaltou a importância da solidariedade como um mecanismo de unidade entre os povos. “Uma relação de solidariedade é importante porque possibilita ao povo tomar conhecimento que ele pode ser protagonista de sua história, que pode somar e multiplicar esse sonho de uma sociedade mais humana e justa”, disse o conselheiro cubano, destacando a relação de solidariedade entre os povos cubano e venezuelano e recomendando que todos se informem, leiam e busquem conhecer a biografia de Hugo Chavez (ex-presidente venezuelano, morto recentemente em decorrência de câncer), considerado por ele um exemplo de generosidade e de solidariedade humana.

O conselheiro também falou sobre o preconceito de setores conservadores de direita contra as ações de solidariedade de Cuba. De acordo com ele, milhares de médicos cubanos são enviados para vários países do mundo, todos os anos, em uma relação de solidariedade para ajudar na construção de um mundo melhor. Os profissionais são enviados, inclusive, para países europeus como França e Portugal. “Nós sofremos com a deturpação e com a mentira sobre o nosso país e nosso modo de vida. A imagem que querem passar – e tornar verdade – em todo o mundo é a de que Cuba está em fase terminal, de que é um país que parou no tempo. “Cuba não é só saúde, esporte e educação, é mais do que tudo uma revolução cultural, de valores, onde somos alunos e professores”, finalizou Rafael Fidalgo, saudando: “Viva Cuba! Viva a revolução cubana! Viva o sociialismo!”.

Fonte: Edmilson Rodrigues

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s