Um convite ao VII Fórum Social Pan-Amazônico, por Dion Monteiro

De 28 a 31 de maio de 2014, em Macapá, “No meio do mundo, os povos se encontram”. VII Fórum Social Pan-Amazônico. Por Dion Monteiro, integrante da comissão de articulação do Fórum.

Alternativas que construam a justiça e a igualdade social
O Fórum Social Pan-Amazônico é um evento-processo que busca articular os movimentos sociais, comunidades tradicionais e povos originais dos nove países da Bacia Amazônica (Brasil, Equador, Venezuela, Bolívia, Republica Cooperativa das Guianas, Suriname, Colômbia, Peru e Guiana) com o objetivo de aproximar culturas, quebrar o isolamento das lutas de resistência, fortalecer o combate anti-imperialista, desenvolver a autonomia dos povos, promover a justiça social e ambiental, se opor aos modelos de desenvolvimento predatórios e danos aos povos que vivem na Pan-Amazônia e discutir alternativas que construam a justiça e a igualdade social.

Segundo organizadores do evento, a reunião do Comitê Internacional do Fórum Social Pan-Amazônico (FSPA) no final do VI FSPA, em Cobija, na Bolívia, apontou a cidade de Macapá, Amazônia brasileira, como a sede do VII fórum, em 2014. A necessidade de avançar nas articulações pan-amazônicas, inserindo de forma mais efetiva o Platô das Guianas, foi um dos elementos que mais pesaram nesta decisão, além, é claro, de poder realizar um fórum literalmente no meio do mundo, fato que da base ao slogan do VII FSPA, “No meio do mundo, os povos se encontram”.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s